quarta-feira, 17 de maio de 2017

Novo desafio - Produção de Hidromel

Seguindo sempre com os mesmos princípios, melhorar e aprofundar conhecimentos. Esta semana o desafio será diferente, Produção de Hidromel.

Foto de Lousamel Crl.

quarta-feira, 30 de março de 2016

Experiencias de Inverno!

Novo ano, nova experiencia, tentando sempre acumular conhecimento e melhorar/aperfeiçoar a forma de trabalhar a Apicultura, sempre com o objetivo de poder ter um melhor rendimento.

A experiência realizada no final deste Inverno consistia em administrar alimentação estimulante de uma forma mais lenta, 1 litro de alimentação deveria demorar cerca de uma semana a ser consumido. Desta forma pretendia que elas o consumissem conforme o iam retirando do alimentador, e não o armazenassem nos quadros, bloqueando por vezes ainda mais os ninhos. Para além disso, como a alimentação sairia praticamente a conta-gotas tentava simular uma entrada de néctar mais regular e por um maior período de tempo de cada vez, tentando desta forma também poder agita-las mais.
Para o efeito, e como não encontrei nada mais adaptado, adquiri uns apliques que junto com uma garrafa plástica servem como alimentadores externos. Bloquei-lhes um pouco mais a saída e vai de os colocar em algumas colmeias.

Bom, resultados? Não consegui tirar grandes conclusões. Primeiro não consegui acertar corretamente com o fluxo de saída, ou bloqueava, ou saia de mais e ao fim de dois dias já o tinham consumido todo. Depois com a instabilidade que tivemos de tempo, tendo vindo o frio já muito mais tarde, pois chegou a nevar praticamente em março, não consegui tirar grandes conclusões, nem grandes vantagens com este sistema.

Ainda não desisti de voltar no próximo ano a efetuar nova tentativa, tendo até lá mais tempo para aperfeiçoar o sistema. Entretanto existe alguém que também já tenha tentado estimulação desta forma e que queira partilhar?
 
 
 
 
 
 

domingo, 13 de dezembro de 2015

Inverno “estranho”.


Aqui no Litoral (Serra da Lousã) nesta altura do ano já deveria estar bastante frio, mas o clima mantem-se bastante ameno. As temperaturas apesar de já terem começado a descer, foram poucos os dias que tivemos com mínimas abaixo dos 5, 6 graus, e durante o dia as máximas continuam a rondar os 15 e os 20 e poucos graus.
O clima este ano está de tal modo diferente do habitual, que até as nossas amigas estranham. Na última visita que lhes fiz á uma semana (5/12/15), deparei-me com colmeias de tal modo cheias de abelhas e com bons quadros de criação que só estava habituado a ver em Março, época do ano em que já lhes tenho colocado alças em cima com menos abelhas.
A flora que tenho perto do apiário até que é bastante rica e variada, mas se o Inverno tradicional vier em breve parte destas flores desaparece muito rapidamente. O Eucalipto está muito bonito, mas junto ao Apiário tenho pouco.
Então o que faço? Mantenho o que tenho, e dessa forma quando iniciar a nova época será com todas na máxima força. Ou, vai de colocar umas alças em cima e tentar ir mais além? só que correndo o risco do clima virar muito depressa e a coisa poder correr mal.
 
 

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Preparar o Inverno


No seguimento do último post “há que trabalhar…”, as nossas amigas assim o têm feito.
O Inverno aproxima-se a grande ritmo, mas como o Outono tem sido agradável, as temperaturas amenas e a flora adequada para esta altura do ano, o ritmo de trabalho tem sido intenso.
 
video

Para esta época do ano, algumas colmeias estão com um excelente desempenho (infelizmente nem todas estão assim), com boa criação e muitas reservas. Possivelmente as reservas de Pólen e Mel até serão demais, mas o melhor será esperar por fevereiro ou março para libertar um pouco esses ninhos mais bloqueados.
Este era o panorama no passado dia 24 de outubro.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

E assim vai o Outono!

Depois de um verão muito seco, eis que chegou o outono, e com ele veio finalmente a chuvinha e as bonitas flores. As nossas amigas andam numa azáfama para poder aprovisionar para o inverno, e este ano até têm bastante que fazer.


Esta é a flora de outono por estes lados, temos a bonita flor da Nespereira da Era e da Mongariça, há que trabalhar…..

sábado, 10 de outubro de 2015

A necessidade aguça o engenho

Como nem só de grandes explorações e apicultores profissionais se faz a apicultura. Eu enquadro-me no outro leque, o pequeno Apicultor, que com muita paixão pelo que faz vai conseguindo ultrapassar os obstáculos que se lhe deparam.
Como nem sempre dispomos dos meios de que necessitamos, por vezes é necessário improvisar, e como o proverbio diz, “Quem não tem cão caça com gato”, ou então, "A necessidade aguça o engenho”, desta vez também teve que ser. 
 
Em final de época necessitei de umas rainhas, ainda montei a criadeira, mas consegui poucos alvéolos e estes não chegavam para o pretendido. Houve então que improvisar. Numa das Colmeias houve mudança de Rainha, e como tinha diversos alvéolos vai de cortar um e enxerta-lo num quadro de uma das colmeias que necessitavam de rainha nova, e não é que resultou!!!
 
 

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Pólen de excelente qualidade!


Depois de ausente aqui do Blog durante alguns dias, pois o trabalho e a Apicultura não deixaram tempo para poder partilhar convosco algumas das minhas aventuras/conquistas, aqui estou de regresso para mais algumas partilhas.
Conforme vos tinha contado no Post anterior, este ano aventurei-me a colher algum Pólen. Este foi o resultado final, com pólen de diversas tonalidades, conforme o tempo e a flora que lhe deu origem.

 
Como não tenho estufa para o secar, tive que improvisar. Aproveitei uns tabuleiros de Morangos (bela desculpa para comer mais alguns), arranquei-lhe os fundos, e forrei-os com rede mosquiteira. Usando o sótão de casa e aproveitando uns dias bem quentes ainda em junho, foi fácil conseguir seca-lo bem para que fique acondicionado sem se estragar.
Aqui temos o resultado final, a produção não foi muito grande, mas é Pólen de excelente qualidade.